Melhorar os índices de crescimento é o que toda empresa busca, mas será que é possível prever onde estarão as melhores oportunidades? Com a aplicação da análise preditiva, talvez sim.

A análise preditiva é um trabalho de levantamento e estudo de dados que, combinados a determinados fatores, apresentam uma tendência de mercado. Com base no panorama criado, algumas ações estratégicas podem ser tomadas para tirar proveito dessas probabilidades.

Entenda um pouco mais a respeito dessa importante ferramenta de negócios lendo este post. Confira!

Como a análise preditiva funciona, na prática?

Para implementar o modelo preditivo, tudo começa com uma coleta de elementos eficiente e completa. A partir daí, eles serão avaliados por meio de algoritmos e outras técnicas em ferramentas de Big Data com alta capacidade de processamento. Confrontando essas informações com dados históricos do cenário, os resultados trarão estatísticas e perspectivas futuras.

Ou seja, um modelo preditivo usa tecnologias inteligentes para identificar tendências a partir de resultados e comportamentos atuais. Com tais respostas, chegando cada vez mais rápidas e assertivas, a predição se tornou um instrumento determinante para planejamentos estratégicos realmente efetivos.

Quais as vantagens dessa solução?

Prever tendências

A leitura de dados específicos é capaz de prever reações no mercado. É uma maneira de buscar insights ou respostas precisas para algum problema ou desafio. Trata-se não apenas de antever possibilidades, mas também, evitar ameaças e mudar a direção dos caminhos, conforme sua viabilidade.

Alguns exemplos de como usar a avaliação preditiva para reduzir prejuízos futuros é o apontamento de riscos de inadimplência ou a previsão de churn (taxa de perda de clientes).

Analisar comportamentos

Com informações coletadas em sistemas internos ou adquiridas externamente, a análise de predição determina padrões de perfil ou de comportamento. Significa ter em mãos a possibilidade de uma segmentação detalhada de leads, mapeando seus interesses e necessidades. É o que toda empresa busca: descobrir qual experiência seu cliente quer ter para, com essa preciosa informação, potencializar a relação comercial.

Melhorar o desempenho dos negócios

Quando o gestor tem à disposição dados confiáveis e objetivos, ele é capaz de perceber possibilidades reais de elevar a rentabilidade. Isso porque os números permitem constatações sobre o cenário geral do mercado e fornecedores, erros nos processos internos e, até mesmo, fraudes. Análises importantes como essas são obtidas pelo modelo preditivo com uma grande economia de custos e tempo de trabalho.

Potencializar as ações de marketing

A partir da compreensão mais aprofundada do perfil do cliente (identificando o que ele buscou, o que comprou e como foi sua interação no site da empresa, por exemplo) a abordagem passa a ser mais precisa.

Significa direcionar as estratégias de marketing com maiores chances de conversão em vendas. Sem contar com a vantagem de atuar de forma personalizada, com ações promocionais e conteúdo que tenham relevância para o cliente.

Os negócios têm buscado atuações cada vez mais expressivas no mercado. A análise preditiva é uma das maneiras que as empresas encontraram para se beneficiar em planejamento e decisões, além de melhorar a gestão de processos e recursos. Certamente, é um mecanismo que oferece uma série de oportunidades de melhorias. Por isso, vale a pena realizar a coleta e registro de dados de forma eficaz e utilizá-los para chegar a importantes conclusões.

Você já conhecia o conceito de análise preditiva? Qual sua opinião a respeito da aplicação dela? Deixe seu comentário no post!