Você deseja automatizar os processos de back office da sua empresa ou melhorar a gestão de relacionamento? De fato, se houver condições, o ideal é optar pelos dois.

A tarefa de profissionalizar uma organização, consequentemente, vai passar pela adoção de tecnologias que vão dar suporte à gestão. Empresas de grande porte fazem isso; no entanto, se você tem um orçamento curto, é fundamental compreender as diferenças entre CRM x ERP.

CRM (Customer Relationship Management) trata-se de um sistema de gestão de relacionamento com o público, enquanto ERP (Enterprise Resource Planning) consiste em soluções informatizadas de gestão de processos da empresa, especialmente processos financeiros, como emissão de notas fiscais e contas a pagar.

Ambas as soluções vão trazer diversas vantagens para o seu negócio. Ficou interessado e quer saber mais sobre elas e como podem interagir entre si? Continue acompanhando e confira!

O que é CRM e quais são as vantagens de utilizá-lo na empresa?

O relacionamento com os clientes sempre vai ser uma grande preocupação das empresas que desejam aumentar as receitas. Portanto, fornecer um excelente atendimento, tornar o ciclo de vendas mais rentável e entender as necessidades do público são alguns dos objetivos comuns dos negócios.

Então, a fim de facilitar a gestão desse relacionamento, surgiu a ideia de CRM, a qual pode ser entendida de duas maneiras:

  • uma solução tecnológica que tem como finalidade facilitar o trabalho da equipe de vendas e otimizar os processos do setor comercial;
  • uma metodologia de trabalho em que o foco está na satisfação do cliente.

Confira algumas vantagens de utilizar o CRM na sua empresa:

Organização de processos

Visando aprimorar a performance do time de vendas, o CRM vem com um conjunto de funcionalidades, as quais têm como objetivo estruturar o processo, atribuindo um encadeamento ágil, lógico e eficiente para as atividades.

Tal organização permite que a equipe tenha uma atuação padronizada, alinhada e com menores riscos de erros no relacionamento com os clientes.

Maior produtividade

Geralmente, o setor de vendas passa a ser o mais cobrado em relação às metas que devem ser atingidas, o que gera altos níveis de rotatividade e de estresse.

Adotando uma ferramenta de CRM, é possível tirar a pressão da equipe sem perder a produtividade, pois os fluxos de informação serão imputados apenas uma vez no sistema e farão parte de um banco de dados, o qual pode ser resgatado sempre que for preciso e confrontado com uma grande quantidade de informações.

Gestão das oportunidades de vendas

Lidar com clientes, leads e prospects, dando a atenção necessária e ainda mantendo um contato regular, certamente vai exigir bastante organização da agenda e ainda uma boa dose de capacidade de produção do vendedor.

Logo, ter tudo anotado ou memorizado é um pouco arriscado, certo? O CRM traz funcionalidades que vão gerir as oportunidades do topo ao fundo do funil de vendas, e isso vai manter os vendedores atentos às ações que precisam ser realizadas.

Compreensão da jornada do consumidor

Reunindo todo o histórico e todas as informações de relacionamento com os clientes, o CRM possibilita que a empresa compreenda melhor a jornada dos consumidores, contribuindo para um desenvolvimento de técnicas de vendas mais eficientes no que tange à captação e conversão de clientes.

Registro do histórico dos clientes

O CRM, mais uma vez, atende às necessidades da sua empresa, já que oferece as ferramentas para que você acompanhe e faça o registro de cada diálogo com os clientes, formando, com isso, uma base de conhecimento teórico e prático sobre a sua audiência.

Agora que você entendeu o que é o CRM e como ele pode ajudar o seu negócio a potencializar os resultados, vamos ao ERP.

O que é ERP e quais são as suas vantagens para a empresa?

O ERP é uma solução tecnológica que vai integrar e padronizar todos os processos da sua empresa, otimizando a atuação de todos. Trata-se de uma ferramenta composta por vários módulos, os quais correspondem aos setores da empresa: financeiro, administrativo, gestão de pessoas, contábil, compras, etc.

O objetivo principal do ERP é fazer uma conexão dos fluxos de informações da organização a fim de que todos os setores tenham informações estratégicas ao mesmo tempo. Dessa forma, reduzem-se os esforços relacionados ao compartilhamento de dados, tornando o negócio mais ágil na tomada de decisão.

Quer saber quais benefícios o ERP entrega? Confira!

Integração do conhecimento organizacional

Usar o ERP na sua empresa vai permitir uma integração de todos os setores, tornando os processos mais eficientes e fluidos. Assim, eliminam-se as burocracias e traz-se mais agilidade para o desempenho de toda a equipe profissional.

Redução de custos

A falta de uma estruturação dos processos em uma empresa resulta, na maioria das vezes, em custos bastante altos para a operacionalização do negócio.

Então, com a ajuda de um ERP, esses obstáculos serão eliminados, oferecendo à equipe uma maneira mais eficiente e ágil de trabalho, uma vez que o sistema de gestão vai executar as atividades mais cansativas e repetitivas.

Produtividade

Um dos principais objetivos de adotar um ERP é a otimização dos processos, pois se aumenta a produtividade dos funcionários.

Isso acontece porque os trabalhos manuais serão substituídos por processos automatizados, muitas vezes desencadeados sem a interferência da equipe, como, por exemplo, o backup das informações.

Alinhamento estratégico

Outra vantagem ao ter o ERP na empresa é poder contar com um acompanhamento sistemático de todas as ações que foram planejadas e, claro, daquilo que está sendo executado pela equipe. Isso, certamente, vai manter um alinhamento estratégico em toda a empresa.

Análise de dados

O ERP vem acompanhado com vários relatórios gerenciais, os quais permitem uma visão mais ampla sobre as operações da sua empresa.

Isso significa que você vai poder tomar decisões conscientes e mais alinhadas ao seu planejamento estratégico. Dessa maneira, evita-se a fragmentação de ações por falta de acesso aos dados de qualidade consolidados em um único local.

Vale a pena integrar um software de ERP a uma solução de CRM?

O CRM e o ERP podem interagir entre si em uma empresa e ambos podem ser adotados com o objetivo de melhorar a organização dos dados e promover, com isso, um melhor planejamento na gestão do negócio dentro de suas especialidades.

O CRM, por exemplo, no front-end e pós-venda, ligado ao comercial e ao marketing, e o ERP no back office a fim de atender as demandas do financeiro e suas variáveis: contábil, tributário, fiscal, entre outras.

Então, se o seu objetivo é profissionalizar a empresa de uma vez só, é fundamental que você integre CRM x ERP.

Enquanto você padroniza, estrutura e otimiza os processos, também aprimora o relacionamento com os seus clientes, criando um ambiente propício para manter tais relacionamentos por muito mais tempo.

Gostou do post? Ficou interessado e quer investir em CRM e ERP na sua empresa? Então entre em contato conosco e conheça os nossos serviços agora mesmo!